Pedreira - SP Pedreira - SP Pedreira - SP Pedreira - SP

Pedreira - SP

Nos idos de 1.885, o coronel João Pedro de Godoy Moreira possuía a denominada “Fazenda Grande”, que integrava o Município de Amparo. Naquele mesmo ano adquiriu ele, de José Pedro Arruda, um sítio cafeeiro, que fazia parte da Fazenda Santa Ana. O local era servido por um ramal ferroviário da então Companhia Mogiana de Estradas de Ferro. Faziam parte da família do Coronel João PEDRO: Antonio PEDRO, José PEDRO, Luiz PEDRO, Bento PEDRO.Resolvendo ele lotear parte de suas propriedades, com o que propiciou o surgimento de um povoado, o local, em vista dos PEDROS, passou a ser conhecido como Terra dos Pedros, bairro do Pedros, depois, por derivativo, bairro dos Pedreiras, e por fim PEDREIRA.
Após esse loteamento, o local passou a progredir: Em 20/08/1890 passou a Distrito Policial: em 22/12/1892, a Distrito de Paz; a Capela Curada de Sant’Ana, em 17/06/1892, sendo o primeiro Cura o Padre Alexandrino Felicíssimo do Rego Barros; e em 31/10/1896, passou a Município.
O Município possui, no topo de um dos seus morros, na parte central da cidade, a imagem do Cristo Redentor, demonstrativo da fé do pedreirense. O acesso ao pico é todo calçado com paralelepípedos e, ao longo do seu curso, foram instaladas as 14 Estações da Via Sacra, em painéis de azulejo decorados por artistas pedreirenses, formandos pela lida diária nas cerâmicas locais. Na Semana Santa são organizadas peregrinações, em diferentes horários em que são escaladas diversas comunidades e o acompanhamento do povo, em solene sentido de oração, atesta de modo mais forte, a espiritualidade católica de Pedreira.